quarta-feira, 15 de maio de 2013

A Parte dos Anjos (The Angels' Share)

O título "A Parte dos Anjos" é uma expressão usada no universo de destilação de Whisky, pois durante seu envelhecimento nos barris, uma boa parte do álcool vai evaporando, também esta expressão é uma bela metáfora usada ao longo do filme. Dirigido pelo britânico Ken Loach, que tem como hábito utilizar temas realistas da sociedade, políticos e com personagens repletos de ideais, em "A Parte dos Anjos" não é diferente e acompanhamos a história de quatro presos que são condenados a prestar serviços comunitários. Um deles, Robbie (Paul Brannigan), é um jovem pai, que já estivera preso por tentativa de homicídio e que tenta reconstruir sua vida de maneira honesta. Após a condenação, os jovens passam a prestar serviços comunitários sob a supervisão de Harry (John Henshaw), que entre pinturas de centros comunitários e limpezas de locais públicos, os apresenta ao mundo do Whisky.
O primeiro contato se dá quando oferece uma dose da bebida ao desempregado Robbie para comemorar o nascimento de seu filho. Mais tarde, Harry promove uma visita a uma destilaria em Edimburgo com todo o grupo e, logo fica evidente o dom natural de Robbie para reconhecer e apreciar a bebida. Aos poucos ele começa a estudar sobre o processo de destilação, frequentar degustações e demonstrar interesse no assunto. Ao terem notícia do leilão de um barril de Whisky raro estimado em mais de um milhão de libras, os quatro jovens arquitetam um plano para roubá-lo. Esse novo delito ao invés de condená-los trará a redenção ao grupo. Ken Loach nos presenteia com uma comédia dramática bem leve, ele traz uma sutil crítica ao sistema capitalista e a burguesia, e demonstra que o ser humano pode se regenerar, que mudanças acontecem de diversas maneiras, pode ser com algo inesperado, e às vezes contamos com a ajuda de anjos em nossa vida.
Há uma cena no filme muito forte, quando Robbie juntamente com sua namorada e seu filho recém-nascido ficam frente a frente com o cara que ele espancou, a vítima expõe todo o seu sofrimento, as consequências de um ato violento sem propósito, o que ele perdeu fisicamente e psicologicamente, a mãe do rapaz também desabafa e Robbie sem dizer uma palavra, chora. É a vida dando um interminável tapa na sua cara, mas aparece uma pessoa que dará um curso em sua vida, Harry aos poucos o introduz ao mundo do Whisky, a sua paixão, e dessa maneira Robbie começa a demonstrar talento para a apreciação e degustação.

O filme tem um roteiro muito original e descontraído, apesar deles terem a ideia de roubar o tal Whisky que vale uma fortuna, torcemos por eles, é um gesto que simboliza mudança, pois todos querem a partir deste ato melhorar suas vidas, todos têm esse desejo, e entre os magnatas que querem comprar aquele barril precioso e o grupo que não vê oportunidade de emprego devido ao passado, nada mais justo que torcer por eles, pois as chances não caem do céu, elas acontecem quando menos esperamos. Harry é o retrato de um grande ser humano, é encantador, e a parte destinada a ele foi mais que merecida, pois foi um anjo na vida de Robbie.

"A Parte dos Anjos" foi ambientado em Glasgow, na Escócia, o filme retrata visitas a destilarias de Whisky e todo o processo que acontece até o armazenamento, também há sessões sofisticadas de degustação em que apreciam e comparam sabores e aromas de diversos Whiskies. Dá até vontade de tomar aquela dose!

*Paul Brannigan que interpreta o violento Robbie e descobre o talento para apreciar Whisky, teve uma vida complicada, e em vários pontos se assemelha muito com a do filme, filho de pais drogados e em meio a violência acabou sendo preso por algum tempo. Ele começou sua carreira no cinema justamente com este filme e atualmente Paul está escalado para atuar em "Under the Skin", filme de ficção-científica de Jonathan Glazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SE FOR COMENTAR, LEIA ANTES!

NÃO ACEITO APENAS DIVULGAÇÃO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...